Blog

Sobre o Blog

A gota

Um breve amanhecer Que persiste em me enrubescer E se atenta a me padecer Num breve suspiro do meu ser. E não reconhecer Numa multidão O meu simples viver Que se perde Em mais um Entre tantos Querer. JRM

Resenha: Sol em Júpiter

Ao deitar na cama, no escuro, escolho ler o livro Sol em Júpiter de Lola Salgado no Kindle. Começando a leitura percebo que a escrita é bem fluída e rápida. Escolhi esse livro por pura aleatoriedade. O livro conta a estória da Sol, que é uma famosa Youtuber que mostra de forma orgulhosa o seu […]

As vezes tentar não é o suficiente. JRM

Mais um

A manhã nem sempre é bela, com remela e pijama nada funciona. Bebo café com leite como  um convite para acobrear a tristeza que é em levantar, para mais um novo dia que se estende em pura agonia. JRM

5 Motivos para ler o livro O último amigo

O livro aborda sobre a força da amizade construída desde a infância; Tem como pano de fundo o Marrocos, a qual é ricamente descritivo ao se tratar dos costumes, política e problemas sociais; O livro mostra a percepção dos 3 personagens durante o tempo em que estiveram juntos mas com o olhar e vivência distintas; […]

Resenha : Estação Carandiru

Livro: Estação Carandiru Escritor: Drauzio Varella Editora: Companhia das Letras Páginas: 230 Gênero: Não-ficção – Carceragem Nota: 4,5 /5       O livro é contado na primeira pessoa pelo Drauzio Varela a qual narra a sua experiência como médico no maior presídio da américa latina, Carandiru nos anos 90. No início ele vai descrevendo as estruturas […]

Devaneios no sofá

Sentada no sofá Você vagueia até em mim. Seu ar esfumaça Seu ser me despedaça Lembranças se quebram Choros se desenvolvem E só o que desejo É me adentrar numa caixa E ser atirada Num mar de lágrimas E boiar… Eternamente… Na tristeza do meu ser. JRM

Meu viver , meu ser.

Ela mora sozinha Nunca desejou ter relacionamentos Nem casamentos. Tem  trinta e seis ventos E mil e um argumentos Para não viver uma vida de aborrecimentos Para a sociedade e jumentos.   Ela levou muito tempo Sofreu com vários eventos Mas logo percebeu Que tudo que é seu É de mais ninguém. Sua felicidade sempre […]

Segunda-feira: Poema escolhido

Hoje escolhi o poema Pescaria da Ana Maria Machado, retirado nesse livro abaixo. Pescaria linha e anzol fisga no sol a malha enreda a rede espalha puxa peixe na areia espraia no seco deita a guelra gela a goela espreita já não engole já não espanta vai virar janta

Breve noite

Numa breve noite, a escuridão domina os meus sentimentos que estão nos ares do vento. E o amor, que se transforma num amontoado pó de sofrimento.   Passeio Vagueio Farejo O breu que esconde o meu lampejo.   A escuridão persiste Meu andar consiste em sentir que algo resiste em me aturdir. JRM

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.


Siga meu blog

O blog foi criado